terça-feira, junho 23, 2009

Carta à Minha Sobrinha Ou: Um clichê.

Minha querida, minha amada.
A vida é um amontoado de clichês.
Não se iluda, não se irrite.
Sei que nem vai ler esta carta agora, vou guarda-la no cofre.
O teu cofre de quinquilharias que diz que vai abrir só quando fizeres 15 anos.
Quero te dizer que tua mãe está certa quando te diz "tenha calma".
O mundo não precisa de mais pressa, meu amor.
Você vai descobrir que não dá para ser maduro aos 16, 17, 18 nem mesmo aos 21!
Vai perceber que seus pais estavam certos (quase sempre estão)
Que o amor acaba. Que a festa acaba. Que ser adulto é um porre.
Você vai ser magoada bem mais do que gostaria.
E vai magoar bem mais do que deveria.
Vai descobrir que não sabia nada da vida, mesmo tendo certeza do contrário.
A gente sempre muda e sempre aprende algo novo.
Que se encontrar é uma tarefa árdua.
Que dói viver
Que dói amar.
Que a morte existe e é uma das coisas mais doloridas do mundo.
Saberás do que uma ausência é capaz.
Que maconha é bom, embora seja ilícita.
Ficar acordada a noite toda na balada é uma delicia
Mas a vida corre e como já disse, a festa acaba.
Vai entender perfeitamente o que Caetano Veloso quis dizer com:
"Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é".
E a gente só sabe o que a gente é, quando a gente é de fato.
Quando a gente se aceita, mesmo sabendo que carregamos um mundo horrível dentro de nós.
Você só consegue descobrir a delicia e a dor de ser você, quando se entende e admite ser falho, farrapo, nada.
É preciso se curtir. E para ter tempo de se curtir é preciso deixar a vida do outro de lado.
Espiar da janela é função dos medíocres
Ser um humano é uma coisa terrível.
E, é também a coisa mais fantástica, divina, espetacular de ser.
Minha amada tenha orgulho de sua mãe, eu nunca disse isso para ela, ela é uma mulher fantástica!
Na nossa família o poder sempre veio das mãos dessa mulheres que nos cercam.
Elas são nossa base, nosso sangue, nossa força, nosso exemplo.
Minha pequena eu te amo. E não deixe nunca de acreditar nisso.
Você é o frescor, o sol, o novo, a outra era.
Siga teu caminho lindo. Crescer não será fácil
Será a aventura mais visceral que viverá. Saiba disso
E fique atenta.
Porque o tempo vem voando, uma faca de dois gumes, destruindo e construindo tudo.

Te beijo na testa, Com amor.

2 comentários:

ligya disse...

Que lindo!
Queria que alguém tivesse escrito pra mim, um texto desse nos meus 15 anos !
Gostei muito!

giulia disse...

Que lindas palavras.. um dia sua sobrinha vai perceber o tamanho de seu amor por ela, ao lhe escrever estes singelos conselhos...